sábado, 23 de abril de 2011

Karen Allen reflete sobre Indiana Jones



Mais de 30 anos atrás, a atriz Karen Allen chamou a atenção do diretor Steven Spielberg em seu primeiro papel no filme Clube dos Cafagestes. Spielberg escalou Allen como Marion Ravenwood, o interesse amoroso de Indiana Jones no filme de 1981 Os Caçadores da Arca Perdida, lançando sua carreira como atriz de Hollywood e mais tarde, como empresária. Allen falou sobre sua volta à franquia Indiana Jones e outros aspectos de sua carreira ao site YaleDailyNews.

Leia Mais...


Allen falou sobre as filmagens da série de aventura, e disse que ela não tinha idéia no que estava se metendo quando começou a trabalhar nele. Lendo o roteiro, ela disse, imaginou uma aventura mais leve no estilo do clássico "Casablanca." Ela ficou perplexa ao encontrar-se em catacumbas, onde as múmias seriam supostamente derrubadas em sua cabeça.

"Não ocorre a você [quando se está lendo o roteiro] que você realmente estará em um poço de serpentes", disse Allen.

Ela também relatou momentos dos bastidores durante as filmagens, como a origem da famosa cena em Caçadores onde Harrison Ford como Indiana Jones dispara sua arma para acabar com uma incômoda luta de espadas. A pessoa que deveria atuar na elaborada luta de espadas contra Ford estava mal treinado. Ford, que estava sofrendo da doença de Montezuma - mais conhecida como a diarréia do viajante - ficou impaciente sob o sol escaldante. Em um ponto, disse Allen, Ford anunciou: "Eu tenho uma arma, por que não apenas atiro nele", e a cena foi criada.

Quando perguntada sobre seu retorno à série no filme de 2008 Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, Allen disse que estava feliz em retomar ao papel.

"Alguns personagens eu deixo para trás quando termino de trabalhar neles, mas [Marion Ravenwood] ficou comigo para o resto da minha vida", disse ela, acrescentando que o roteiro do filme foi tão familiar a ela como um velho amigo.

Allen disse que as filmagens de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal foram excepcionalmente bem coordenadas, acrescentando que a equipe de Spielberg foi "uma máquina bem ajustada".

Ainda assim, disse Allen, o filme não foi perfeito. Ela disse que acha a última cena do filme "extravagante" por causa do uso intenso de computação gráfica. Atuar na frente de uma tela verde pode ser difícil, ela acrescentou, uma vez que um ator deve usar sua imaginação para preencher o cenário.

Você já trabalhou com grandes nomes como Bill Murray e Harrison Ford. Qual ator você gostou mais de trabalhar?
Eu tenho que dizer Jeff Bridges. Foi muito divertido trabalhar com ele.(...) E Harrison, é claro, ele é ótimo. Em muitas maneiras, eu gostei de trabalhar com ele mais no [último] Indiana Jones que no primeiro.

Por que?
Apenas porque no primeiro filme todos estavam tentando descobrir como era a relação entre os personagens e que tipo de filme estávamos tentando fazer - ou pelo menos eu estava. E nunca tendo visto essas séries de matinês que o filme foi baseado, eu não tinha uma imagem muito precisa em minha mente do tipo de filme que estavamos fazendo.

O que você acha sobre o primeiro filme, olhando para trás agora?
Ah, eu acho que é maravilhoso! Mas, enquanto filmávamos, passei a maior parte do tempo tentando descobrir o que estávamos fazendo.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2009/2013 Indiana Jones Brasil - Alguns direitos reservados | Nomes, imagens e outros são marcas registradas dos seus proprietários.